terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Execução no Puxador (frente/costas) - Para um tronco em V

Verdadeiramente, as elevações em barra fixa, são o melhor exercício de costas. Mas visto, poucas pessoas serem capazes de efetuar 8 a 12  repetições na barra fixa, e' necessário arranjar um exercício substituto. Nada melhor que os exercícios no Puxador. E' de fato, de longe, o  melhor (segundo) exercício para as costas, e mais especificamente para  o músculo grande dorsal (Latissimus Dorsi), que se estende por baixo dos  braços, e que confere a tão desejada forma do tronco em V. Convém referir  que inúmeros praticantes, tem obtido um bom e satisfatório desenvolvimento  do grande dorsal, recorrendo unicamente ao Puxador.

Execução (atrás).  A barra deve ser agarrada com pega larga, e com os polegares no seguimento da mão, devendo o praticante procurar o melhor posicionamento das mãos,  que sendo confortável, confira a máxima tensão aos músculos dorsais.  Inclinando ligeiramente a cabeça e nuca para frente, o praticante deve puxar a barra, ate' esta se situar na base da nuca, e tocar na zona dos   trapézios superiores. O movimento deve ser suave e lento, com o fim de  evitar lesionar o pescoço, no momento do contacto da barra com o corpo.
No movimento de regresso, isto e', a subida da barra, a cabeça deve  retomar uma posição natural. Ou seja, o praticante deve levantar a  cabeça, de modo a que possa focar a barra na sua posição alta.  A subida da barra, também ela, deve ser suave e lenta de modo a proporcionar  uma máxima tensão do grupo muscular. 

 

Execução (frente):  O exercício de Puxador pode também, ser efetuado, com o contato da barra  na parte frontal do corpo, isto e', na zona mais alta do peito.  Dois pontos essenciais devem ser retidos, durante a execução do exercício.
É' imprescindível ao descer a barra, não balançar para trás, isto e' inclinar o corpo para trás em demais.  No momento do contacto com o corpo, deve-se trabalhar o peito na totalidade, de modo a que este encontre a barra, e somente este a toque.

Nenhum comentário:

Postar um comentário